Author: Sofia Dixon

Mulheres solteiras tem direito ao Bolsa Família? Entenda

O Bolsa Família é um programa de transferência de renda muito importante para os núcleos familiares de baixa renda no país. Assim como todos os programas sociais, para receber o auxílio do Bolsa Família é necessário preencher alguns requisitos básicos. Estes requisitos acabam levantando muitas dúvidas, por exemplo, você sabe se mulheres solteiras tem direito ao auxílio do programa? Entenda mais a seguir:

Como funciona o Bolsa Família?

Como você já sabe, o Bolsa Família é um programa de transferência de renda que é administrado pelo Governo Federal. O maior intuito do programa é modificar o cenário de pobreza no país.

O programa funciona beneficiando com um valor base mensal, que pode ser alterado de acordo com o acréscimo de crianças e jovens dependentes cadastrados.

Este valor deve ser direcionado ao cumprimento das necessidades básicas da família como alimentação, vestimenta, transporte, saúde, entre outros.

Mulheres solteiras podem receber o auxílio?

Para receber o auxílio do programa é preciso que as famílias cadastradas preencham alguns requisitos. O Bolsa Família se divide em duas categorias, a de pobreza extrema e a de pobreza.

Quem quer se cadastrar para receber o suporte financeiro como a primeira categoria deve possuir um valor individual equivalente a R$ 85,00. Para a segunda categoria, é necessário que a renda mensal por pessoa esteja ente R$ 85,01 e R$ 170,00.

Vale lembrar que o valor da bolsa sofre influência direta do salário mínimo e com o reajuste passando de R$ 954,00 para R$ 998,00 mudanças podem ocorrer para quem vai receber de acordo com o calendário Bolsa Família 2019.

Mas e as mulheres solteiras, têm direito a receber o auxílio ou não? A média de faixa de renda por pessoa é o principal requisito do programa, portanto, mulheres solteiras e casadas, com ou sem filho, podem ter direito ao suporte do Governo se estiverem de acordo com a exigência socioeconômica.

Como se inscrever no programa?

Se você está de acordo com as exigência e quer receber o suporte financeiro do Bolsa Família, é preciso realizar o seu cadastro no Bolsa Família 2019.

Este tipo de cadastro irá exigir registro da família no Cadúnico, por isso, é importante que o responsável pela família leva a sua documentação pessoal e a de seus dependentes a um órgão responsável pelo programa na sua cidade.

Geralmente, este órgão é o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), portanto, quanto antes você procurar a instituição melhor. Vale lembrar que será marcada uma visita com uma assistente social do programa.

Como saber se tenho direito a receber o PIS

O Programa de Integração Social (PIS) é um recurso proporcionado pela CLT que permite o pagamento do abono salarial. Este valor é direito do trabalhador brasileiro mas nem todos podem receber. Para não perder o saque do PIS, é necessário ficar atento a quem pode receber e às datas. Veja a seguir como saber se você tem direito a receber o PIS.

Como funciona o PIS?

O Programa de Integração Social (PIS) é um recurso proporcionado para os trabalhadores que prestam serviços de acordo com a CLT. Vale lembrar que este direito é direcionado para os funcionários do setor privado.

Para os funcionários públicos, o benefício que proporciona o pagamento do abono salarial é o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP). Enquanto o PIS é administrado pela Caixa Econômica Federal, o PASEP é gerenciado pelo Banco do Brasil. As datas também são distintas, o calendário Pasep 2019 independe do PIS.

Quem tem direito a receber o PIS, precisa ficar atento ao calendário do PIS 2019 para não perder o prazo e acabar tendo o seu saque retido pelos órgãos responsáveis.

Como é efetuado o pagamento do PIS?

O pagamento do PIS é realizado de acordo com o calendário do benefício. A distribuição do valor é feita em sete lotes, dando prioridade a quem precisa de atendimento preferencial.

O valor do PIS dá-se a partir do tempo de contribuição do servidor, precisando ser no mínimo de 30 dias de serviço remunerados. O máximo a ser recebido é equivalente a um salário mínimo vigente.

Se você ainda não sabe quanto irá receber de abono salarial, precisa realizar a sua consulta pagamento do PIS 2019 e ficar informado sobre datas e saque.

Quem tem direito ao PIS?

Como você pôde conferir, tanto o PIS como o PASEP proporcionam o pagamento de um valor que é direito do trabalhador brasileiro. Entretanto, é preciso enfatizar que nem todo mundo pode sacar esse dinheiro. Para pode ter direito ao abono salarial, o contribuinte deve estar de acordo com os seguintes requisitos:

  • Ter seus dados devidamente fornecidos pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS);
  • Ter registro na carteira de trabalho, ou seja, cadastro no PIS há pelo menos cinco anos;
  • Receber até dois salários mínimos vigentes;
  • Ter exercido ao menos 30 dias de serviço, seguidos ou não, mediante remuneração legal.

Se você está de acordo com as exigências do PIS, pode ter direito a receber o valor e precisa realizar a sua consulta. Se perder o prazo de saque, o seu benefício pode ser retido por isso esteja atento!

Posso usar a nota do Enem para concluir o ensino médio?

Muitos estudantes se perguntam se podem concluir o Ensino Médio utilizando a nota no Exame Nacional do Ensino Médio -Enem. Se você também tem essa dúvida, basta apenas continuar nos acompanhando pois aqui iremos esclarecer todas os detalhes sobre está questão. Abaixo, tudo sobre!

Saiba mais sobre o Enem!

O Exame Nacional do Ensino Médio mais conhecido como Enem, é hoje a principal forma de ingressar nas universidades brasileiras. Diversos programa utilizam a nota obtida servindo como o principal requisito. Além das universidades públicas, muitas instituições de ensino superior privado também oferecem vagas para que os estudantes utilizem a nota obtida no Enem para ingressar sem precisar realizar o vestibular tradicional. 

É possível concluir o Ensino Médio com a nota do Enem?

Com as mudanças sofridas no Enem, hoje em dia não é mais possível obter o certificado de conclusão do Ensino Médio através da nota obtida no Enem. 

Até 2016, quem não estava matriculado em uma escola regular podia usar o Enem para obter o certificado do ensino médio. Porém, essa possibilidade foi extinta no ano seguinte, em 2017. 

Agora, para obter o diploma do Ensino Médio é necessário que você realize a prova oficial do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos mais conhecido como Encceja. 

O mesmo é uma prova aplicada em todo o Brasil pelo próprio MEC, a qual irá avaliar o grau de conhecimento do candidato. De acordo com a nota obtida, o candidato poderá ter em mão  o certificado de conclusão do ensino médio!

Como funciona o Encceja?

Assim como já mencionamos anteriormente, o Encceja é hoje a principal forma de concluir o ensino médio sem precisar passar por todas as séries. No entanto, para realizar as inscrições para o Encceja 2019 é necessário estar encaixado nos requisitos impostos pelo Ministério da Educação (MEC), que são:

  • Adolescentes, jovens e adultos que buscam receber o diploma pela conclusão da Educação Básica, sejam para o Ensino Fundamental ou para o Ensino Médio.
  • Necessário ter 15 (quinze) anos completos na data de realização do Exame (para quem busca a certificação de conclusão do ensino fundamental);
  • O candidato precisa ter mínimo, 18 (dezoito) anos completos na data de realização do Exame (para quem busca a certificação de conclusão do ensino médio);
  • Tenha registro no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) emitido pela Receita Federal do Brasil.

Ciente disso, o candidato poderá realizar sua inscrição. Com sua inscrição feita e dentro das datas do Encceja 2019 prevista para a realização da prova, chegou o momento de realizar a prova que contará com questões das seguintes matérias:

  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Redação;
  • Matemática e suas Tecnologias;
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

Quanto ganha um DJ para animar festas?

Uma festa sem música não é uma festa. A grande questão é que o som faz total diferença, se as músicas são mais lentas ou mais agitadas o pessoal entra no clima e todo o ambiente é transformado. O profissional responsável por cuidar da escolha da trilha sonora, volume do som, efeitos e etc., é o DJ. Pouco valorizado, mas que pode transformar a qualidade de um evento.

Carreira de um DJ

Não existe uma formação superior para os interessados em se tornar um DJ. Normalmente, essas pessoas aprendem a profissão com atividades práticas, ou com cursos livres oferecidos em escolas de música e/ou escolas técnicas.

O curso para formação de novos DJ’s, envolve aulas teóricas com o estudo sobre a música, tecnologia e projeções. E aulas práticas, indicando como mexer em uma mesa com equipamentos de som. Possibilitando a transformação de uma música, com mixagem e efeitos.

Há possibilidade de aprender a ser um DJ com cursos online, no sistema EAD. Para isso é necessário procurar uma escola especializada na formação. Os cursos variam, mas tem duração média de três blocos, não ultrapassando 1 ano.

O indicado é que o profissional busque por cursos livres para poder se especializar, em músicas eletrônicas, sertanejo, funk, pop, samba e etc.

O que um DJ faz?

Muito além de tocas as músicas escolhidas pelo anfitrião da festa, o DJ precisa cuidar de toda a estrutura do som. Quando é contratado, o cliente espera que o profissional possua os equipamentos necessários para que a música chegue com a mesma qualidade para todos os convidados.

Sem contar na estrutura da pista de dança, que muitos DJs também oferecem. Como luzes, tapete e alegorias a escolha do cliente.

Os DJs famosos, contratados para festas e bailes de maior proporção, normalmente são especializados. Isto quer dizer, possuem uma trilha sonora específica para determinado gênero musical, como a eletrônica e funk.

Qual cachê de um DJ?

O valor pago a esse profissional é bem diversificado. Isso porque a estrutura que o mesmo possuí, o nome no mercado e o serviço que oferece, são fatores que influenciam no valor cobrado por seu serviço.

Um DJ de casamento, por exemplo, cobra valores acima de R$1.000 podendo chegar a R$15.000. Enquanto isso, um DJ mais conhecido no mercado pode chegar a pedir um cachê superior a R$20.000.

Por outro lado, aqueles que estão iniciando no mercado e por enquanto possuem pouco equipamento, costumam cobrar valor abaixo de mil reais. Quer dizer, o preço varia conforme o serviço prestado.

Faculdade Privada x Pública: Conheça Vantagens de Desvantagens

Se você está pensando em começar um curso de graduação, já deve ter se perguntado qual a melhor opção para você: a faculdade pública ou a privada? Ambas as instituições vão apresentar vantagens e desvantagens, e para saber qual a opção ideal par você, compare os pontos e escolha. Veja as vantagens e desvantagens a seguir:

Faculdade Pública

Vantagens

Não paga mensalidade

Uma das principais vantagens da rede pública é a isenção de mensalidade. As bolsas são distribuídas através do resultado do SISU. Para isso basta apenas realizar as inscrições do SISU e inserir sua nota do ENEM.

Modalidades de concorrência

Como o aluno deve realizar a prova do Enem antes de ingressar na rede pública, ele terá a possibilidade de concorrer em algumas modalidades diferentes, como por exemplo, a de cota racial e a de ampla concorrência.

Bolsas de auxílio

Quem estuda na rede pública pode desfrutar de algumas bolsas de auxílio disponíveis para os estudantes. Você pode receber bolsa monitoria, estágio, moradia, permanência, entre outros.

Desvantagens

Vagas concorridas

Em contrapartida aos benefícios da rede pública, vale lembrar que basicamente todas as modalidades de concorrência são muito competidas. Para garantir a sua vaga é necessário atingir uma pontuação alta no Enem.

Carga horária

Para os universitários da rede pública a carga horária pode ser superior, além de possuir uma grade curricular diferente da maioria das instituições.

Faculdade Privada

Vantagens

Infraestrutura

As instituições privadas competem muito no mercado e por isso, quem tem destaque em algum aspecto pode ser melhor sucedida. Devido a isso, a maioria dispõe de uma infraestrutura excelente, afim de suprir a necessidades dos seus alunos.

Bolsa de Estudo

Você também pode conseguir uma bolsa de estudo parcial ou integral através do Prouni, programa dispoinível par quem realiza o Exame Nacional do Ensino Médio.

Vestibular agendado

Um ponto importante é que as instituições privadas de ensino ofertam para os candidatos o vestibular agendado, além do próprio vestibular tradicional realizado.

Desvantagens

Novas instituições

No mercado, você encontrará diversas instituições de ensino e mais são inauguradas anualmente. Desta forma, fica difícil saber qual a melhor para você, afinal, as instituições recentes podem não ser a melhor escolha.

Mensalidades

Dependendo do curso, a faculdade privada pode dispor de mensalidades bem alta. Este ponto impede muita gente de conquistar o seu diploma de graduação.

Navigation